O frio de rachar sempre assusta os agricultores e pecuaristas.

Nesta terça-feira, dia 4 de julho o Sr. Celso Diniz nos enviou esta imagem da cidade de Maria da Fé, MG, que dá calafrios só de olhar:

E outro morador desta cidade, o Sr. William Siqueira nos mandou outra pior, em uma área de produção sobre plástico.

Ao verificar o que aconteceu no município, soube na EMATER local que havia notícia até de geada negra ainda não confirmada.

Frio bom

Porém de um modo geral a situação os profissionais estavam tranquilos, pois o principal negócio da cidade é o turismo.

A cidade é conhecida pelo plantio de oliveiras! Elas são cultivadas nas encostas para evitar o excesso de umidade no solo, a boa iluminação e as noites frias. As primeiras safras foram boas e a cidade produz azeite. Para esta cultura o frio abaixo de zero registrado na cidade não é um problema.

Além das azeitonas também se produz uvas para vinhos finos, e as frutas vermelhas de clima gelado como mirtilo (blueberry) e framboesas (raspberries), que se beneficiam deste frio, prometendo uma bela florada e quem sabe uma boa safra este ano.

Frio ruim

Já o pasto de gado leiteiro e de corte deve ser prejudicado. Segundo o Sr. Luciano dos Santos Gabriel, veterinário da EMATER, esta atividade responde por 77% da economia rural do município.

O impacto da geada negra em alguns pontos ainda não havia sido avaliado até quarta-feira, 05/07/2017, pela manhã.

 

Ana Lúcia Frony de Macêdo
Meteorologista