O discurso é o mesmo em todos os anos, “com a chegada da primavera, voltam os temporais de fim de tarde”, quem acompanha a previsão do tempo já está acostumado com esse tipo de informação. E graças a essas informações, temos a oportunidade de nos prevenir das adversidades do tempo.

Com a chegada da Primavera, as pancadas de chuva se tornam frequentes e provocam transtornos.

Devido a aproximação do verão, a circulação dos ventos em diversas alturas da atmosfera se modifica e favorece a passagem de mais frentes frias, inclusive mais fortes, e também temos a formação de sistemas que são acionados com as temperaturas mais altas. É o caso da Alta da Bolívia que é capaz  de organizar grandes áreas de instabilidade por diversas áreas das regiões Norte e Centro-Oeste.

Portanto, é importante que diversos setores tenham cautela com o andamento dos seus trabalhos, por exemplo a construção civil na qual os temporais de fim de tarde podem provocar sérios problemas. Vamos enumerar alguns deles a seguir:

1) Raios

Os temporais com raios são comuns em situações de atmosfera bem aquecida. Algo que pode trazer problemas estruturais para os empreendimentos, além de fatalidades como a morte de colaboradores.

storm-over-sydney-3-1507877-638x425

2) Excesso de umidade no ar

Além das pancadas de chuva forte, nesta época do ano a umidade do ar é muito alta, e isso pode ser um problema para a construção civil. É muito comum termos a perda de material por conta do excesso de umidade no ar, é o caso do cimento que pode “empedrar” e da oxidação de metais que pode provocar “ferrugem”.

rain-2538429_1280-1

3) Alagamentos

Grandes volumes de chuva em curtos períodos de tempo. Isso é extremamente comum durante o período chuvoso, que começa na primavera e se encerra no início do outono para o centro-sul do Brasil. Obras como a canalização de córregos têm de ser executadas com muita cautela. Afinal além dos danos estruturais causado pela correnteza das águas, é possível o afogamento de trabalhadores dos empreendimentos.

drag-line-equipment-taking-a-swim-1219894-638x410

4) Ventos

Quando temos a formação de nuvens com grande desenvolvimento vertical, as Cumulonimbus (Cb), também sofremos com as fortes rajadas de vento causadas por estas. Os ventos fortes desse tipo de nebulosidade, é capaz de derrubar e arrastar estruturas, causando acidentes graves.

Janiru/SP - Devastação causada por forte ventania no município de Janiru, interior do estado de São Paulo (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Janiru/SP – Devastação causada por forte ventania no município de Janiru, interior do estado de São Paulo (Rovena Rosa/Agência Brasil)

5) Deslizamentos

Esse problema é causado não por conta de uma pancada de chuva, mas a persistência dela por diversos dias. Isso é comum durante o período chuvoso do centro-sul do Brasil, como camadas profundas do solo são umidificadas com a persistência da chuva, o risco para movimento dessas camadas é maior e também é capaz de provocar danos estruturais severos em grandes empreendimentos.

São Paulo - Fortes chuvas causam desmoronamento de muro na rua Almirante Marques Leão, em Bela Vista, região central (Rovena Rosa/ Agência Brasil)

22/5/2017- São Paulo- SP, Brasil- Fortes chuvas causam desmoronamento de muro na rua Almirante Marques Leão, em Bela Vista, região central. Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

Uma forma de se prevenir dos temporais é saber quando estes vão ocorrer. Por isso, conheça o SMAC da Climatempo clicando aqui.