As partes interessadas não tiveram suas expectativas atendidas.

(…) o engenheiro civil é o profissional na qual os conhecimentos físicos e matemáticos enriquecidos pelo estudo, experiência e prática são aplicados de forma correta para desenvolver meios de utilizar, economicamente, os materiais e as forças da natureza para o progressivo bem-estar da humanidade ao criar, melhorar e proteger o ambiente, ao criar instalações para a convivência da comunidade, indústrias e meios transporte e ao fornecer estruturas para o uso de toda a humanidade.[1]

Ser engenheiro(a) deve ser muito duro. Atender a todas as partes interessadas da humanidade, como define o texto da American Society of Civil é algo próximo ao divino.

Evitar surpresas relacionadas com as condições meteorológicas é possível. Para poder se dedicar a administração de uma obra, o relacionamento com fornecedores, pessoal e com imprevistos o engenheiro(a) sabe que deve evitar todos os fatores previsíveis.

As condições meteorológicas não precisam ser mais um problema.

A informação de tempo ajuda a aumentar a segurança das pessoas e dos equipamentos. A chegada de tempestades e de descargas elétricas com precisão é fundamental. Interromper uma obra de modo cauteloso para preservar vidas e bens, sem desperdício de horas-homem é fundamental. Mantém a motivação da equipe, reduz custos e pode até evitar multas por atraso na entrega, pela boa fundamentação da justificativa.

 

[1] American Society of Civil Engineers (2008). Civil Engineering Body of Knowledge for the 21st Century (em inglês) 2 ed. ASCE Press [S.l.] p. 181. ISBN 978-0-7844-0965-7.

 

banner-downburs-tornados